quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

E ela foi condenada pelo nascer do sol.
Ah! Como brilhava aquele sorriso.

Um comentário:

ilPagliacci disse...

Novamente nasce outro dia
Mas eu não queria um novo
Era aquele que eu queria
Vai começar tudo de novo...